Mesmo com o todavia

Ainda nem viajei, mas um e-mail na caixa de entrada sugere que faça o check-in da volta. Vai devagar, aérea, o correr dos dias já adora nos atropelar, então nos permita um céu de brigadeiro, faça o favor. Eu, que tanto temia os 27, fui ter com ele entre velhos e novos amigos, pães de açúcar e o Planalto, recebendo carinho que “imensa”, como diria Manoel de Barros. Afeto embrulhadinho em laço de fita bem dado e deixado na portaria; em cartão confeccionado com cola papel tesoura; em surpresa com chapéu da infância, todo mundo maior e vacinado usando joaninha na cabeça; na forma de guias de viagem onde cabem os planos futuros; na presepada da conversa de puta (a que Deus não escuta) com quem estava por perto; no falar/escrever apertadinho de saudade de quem está longe. É mesmo de um encantamento danado essa esquisitice do viver, tenho uma gama de casos que reforçam a tese, fico com o mais recente.

Um dia após os 27, dançando na Lapa, a amiga candanga que é quase xará, erra a mão na mistura dos bons drinques e acerta meu pé. Amizade batizada por vomitada no pé e segurada de testa se eterniza. Estava muito empolgada com o Rio, mas descrente da gentileza carioca, a qual não havia sido vista por ela até então. Pedia para encontrar um carioca gentil antes de deixarmos a cidade. Bastou sentarmos na tentativa de que aquele panapaná no estômago da amiga se acalmasse para que o garçom cativado por ela momentos antes aparecesse com uma água tônica nunca debitada, enchendo o copo e segurando a fim de que se refizesse. Ela se hidratava como um felino bebendo leite, ele segurava o copo com paciência e firmeza, não deu muita ligança para o que dissemos enquanto grupo, estava mais empenhado na sua missão. Na saída da casa, o pipoqueiro também quis incluir-se na corrente, preparou um pacotinho de pipoca que encheu de leite condensado com a recomendação expressa de que ela comesse tudo. A panaceia não foi tão efetiva quanto uma noite de sono, mas o mal estar causado pelas indelicadezas anteriores estava curado.

Entonces sigamos assim, celebrando o agrado e tomando água tônica para o resto, porque, como diria Nelson Rodrigues: “Sem paixão não dá para chupar nem um picolé”.

Anúncios

2 comentários sobre “Mesmo com o todavia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s